Ads 468x60px

Labels

Proteja nossas florestas

O desmatamento na Amazônia chegou a 26.130 quilômetros quadrados entre agosto de 2003 e agosto de 2004, informou o Ministério do Meio Ambiente. Isso quer dizer que 17,3% da cobertura florestal da Amazônia brasileira já foi destruída, conclui a WWF-Brasil.

Para quem não conhece, a WWF (Worlwide Fund for Nature) é uma das principais ONGs ambientalistas do planeta, tendo iniciado suas atividades em 1961, por iniciativa de um grupo de cientistas da Suíça preocupados com a devastação da natureza.

Para a WWF-Brasil, o desenvolvimento sustentável na Amazônia ainda não recebeu a devida atenção por parte dos governos Federal e Estadual. Poucos são os que seguem as diretrizes da sustentabilidade, a maioria promove ações que induzem a projetos de impacto negativo por meio de incentivo ao avanço da especulação imobiliária rumo às áreas florestais.

Um relatório da FAO (Fundo da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), divulgado no site da BBC, informa que o Brasil foi o país onde mais se devastou florestas entre 2000 e 2005. E isso todo mundo sabe que tem impacto direto sobre a emissão de gás carbônico e as mudanças climáticas. O Brasil é responsável por 5,38% das emissões de gás carbônico (segundo dados de 2000 do World Resources Institute), o que nos coloca entre os oito maiores do planeta.

Para divulgar esse e outros dados, a agência de publicidade Saatchi & Saatchi da Nova Zelândia criou as três peças midiáticas abaixo. Veiculadas através de várias revista, o resultado não podia ser melhor. Além de alertar para o problema, a Saatchi & Saatchi ainda faturou o Leão de Prata categoria "Public Awareness Messages" no Festival de Cannes 2006.




A peça aproveitou o desenho de uma folha de árvore para simular uma área florestal. Essas pequenas "falhas" nas folhas representam as áreas urbanas. Dessa maneira o publicitário faz uma analogia entre o crescimento das cidades e a degradação de nossas fontes ambientais. A folha foi usada por ser o canal de respiração da planta. Sem ela a planta não sobrevive.

A peça provoca um dilema angustiante: o que fazer se a humanidade precisa se desenvolver? Lembrei do mantra sobre a Agenda 21 [relatório resultante da conferência Rio-92, ocorrida no Rio de Janeiro em 1992] que meu professor de Geografia na 4ª série falava: Desenvolvimento Sustentável, Desenvolvimento Sustentável,... 14 anos depois e aquelas duas palavrinhas não saem da cabeça... e do papel.


Comentários
3 Comentários

3 comentários :

  1. - Argentina com todas aquelas estrelas está fora, mas pelo menos manteve a tradição e arrumou uma confusão no final do jogo.
    - Alemanha sem jogar nada, nas semifinais.
    - Itália sem jogar nada, nas semifinais.
    - Ucrânia? Demorou para descobrirem o penetra.
    - Portugal e Inglaterra? Para mim vai dá Felipão de novo.
    - Brasil e França? Dá Brasil, mas não com 3 a 0 como andei vendo em muito bolão por aí.

    ResponderExcluir
  2. Que nada Daniel!!! Que história é essa de demorou? O Brasil tinha que ganhar o Hexa, foi tudo um erro no percurso. Culpa do Parreira. Droga!

    ResponderExcluir

 

Histórico

2016 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2015 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2014 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2013 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2012 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2011 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2010 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2009 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2008 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2007 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2006 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez
2005 | Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez

Marcadores